Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

30/05/2016

Lost in translation (270) – O alemão é uma língua muito difícil

Cenário: visita do presidente da República Portuguesa à Alemanha

Fala de Joachim Gauck, presidente da Alemanha:

«Não quero imiscuir-me nos assuntos do governo e parlamento (federais) e muito menos dar conselhos ao Conselho Europeu e instituições europeias. Vou respeitar os limites do meu cargo e não vou tomar posição em relação a essas questões.» (Fonte)

Fala de Angela Merkel, primeira-ministra:
Não fala.

Fala do presidente Marcelo:
«Vou satisfeito com aquilo que senti e que ouvi da parte da chanceler Angela Merkel, e portanto acho que valeu a pena a visita, valeu muito a pena a visita. (…) é que correu muitíssimo bem, em particular a conversa com a chanceler Angela Merkel, melhor do que teria esperado.» (Fonte)

2 comentários:

Anónimo disse...

Dia 21 de junho vamos ver o que vai dizer o tribunal sobre OMT. Depois logo vemos. Quem está nos fixed income markets está em pulgas...

Anónimo disse...

Um gajo que renega os Pais...