Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

04/05/2016

Chávez & Chávez, Sucessores (44) – O socialismo bolivariano aumenta o salário mínimo

E não é coisa pouca: aumento de 30% para 15.051 bolivares! Pena que o bolivar não valha o papel onde é impresso. Pena também que como a inflação anual atingirá os 700%, no fim do ano, o valor real do salário mínimo será 1/16 do valor no princípio do ano. Em contrapartida, os venezuelanos vão ter mais luz - Maduro resolveu mudar o fuso horário e os funcionários públicos já só trabalham duas manhãs por semana. (ler este sofrido artigo do Público)

Depois da Grécia de Tsipras ser para Costa um exemplo a seguir, é a vez da Venezuela de Maduro e do seu pajarito ser para Jerónimo um exemplo a seguir e de a CGTP começar uma jornada de luta para os funcionários públicos só trabalharem 10 horas por semana.

Sem comentários: