Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

29/05/2016

ARTIGO DEFUNTO: Para cada um a sua verdade

O diagrama seguinte publicado na Nota de Informação Estatística de Março de 2016 do BdeP mostra a evolução do endividamento do sector não financeiro, de onde se pode concluir que a tendência de descida da dívida de empresas privadas e de particulares verificada desde 2011 terminou em 2015, não por acaso ano de eleições. Quanto à dívida do sector público essa continuou inabalável a crescer.


Comentando a Nota do BdeP e este diagrama. dois jornais, que não obstante o que parece se situam no mesmo país, publicaram duas peças, que não obstante o que parece são do mesmo dia, com os seguintes títulos:

«Dívida do sector público aumenta 1,6 mil milhões em Março»

«Dívida pública diminui no primeiro trimestre»

Sem comentários: