Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/05/2016

AVALIAÇÃO CONTINUA: Défice de memória inaugural

Secção Tiros nos pés

Com a seguinte frase mal-amanhada, Pedro Passos Coelho disse uma mentira tão facilmente verificável que só pode atribuir-se a um défice de memória:


«Nunca estive em nenhuma obra de inauguração [sic], nem de estradas, nem de autoestradas, nem de pontes, nem de coisa nenhuma. Estaria lá com certeza o senhor ministro da Economia em representação do Governo


É claro que esteve em mais de meia-dúzia de inaugurações, como aqui mostra o Observador.

Leva quatro urracas pela falta de memória e cinco chateaubriands pela confusão entre a realidade que foi e a realidade que ele gostava que tivesse sido.

Sem comentários: