Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

21/05/2016

Lost in translation (269) – Ele quis dizer a destruição maciça da democracia europeia tal como a conhecemos


Parece que o Guterres, o picareta falante original segundo Pulido Valente, defendeu num «regresso triunfante» à Mouse School of Economics «a legalização “maciça” da imigração para a Europa de forma a dar resposta ao problema demográfico e à crise que se vive no Mediterrâneo». (fonte)

Depois de uma década fora do país a falar estrangeiro, possivelmente Guterres foi mal compreendido. Talvez tenha pretendido dizer «destruição maciça da democracia europeia tal como a conhecemos» que seria a unintended consequence mais provável da legalização maciça da emigração. Além de picareta falante, a criatura é uma espécie de bombeiro incendiário.

1 comentário:

Anónimo disse...

Is only do just the counts...