Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/10/2014

DIÁRIO DE BORDO: Como o justicialismo degenera (outra vez) em oportunismo e falta de princípios (VI)

[Continuação de (I), (II), (III), (IV) e (V)]

Depois de se ter proposto fazer um «striptease» dos seus rendimentos como deputado ao PE, completamente inútil porque tais rendimentos são públicos, Marinho e Pinto recusa confirmar ter recebido da Ordem dos Advogados um subsídio de reintegração de 54 mil euros aprovado pelo Conselho Geral durante o seu mandato como bastonário, alegando que isso faz parte da sua «vida privada».