Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

21/10/2014

A maldição da tabuada (19) - Sol na eira e chuva no nabal

A oposição critica a proposta de OE 2015 por não ter cumprir o PAEF (défice de 2,5% em 2015 em vez de 2,7%, para já não falar do MoU que tinha como objectivo 3% em 2013), pelo aumento dos impostos, por comprometer o Estado Social e pelo irrealismo das previsões de crescimento.

Que fazer? Para baixar o défice orçamentado é preciso aumentar ainda mais os impostos e/ou comprometer ainda mais o Estado Social e/ou partir de previsões de crescimento mais irrealistas. Para baixar os impostos é preciso derrapar ainda mais no défice e/ou cortar ainda mais na despesa e/ou mais irrealismo nas previsões.

Sem comentários: