Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

11/11/2013

CONDIÇÃO MASCULINA: Um longo caminho a percorrer até chegarmos à igualdade

Depois deste único caso conhecido de um manifestante macho que tirou os trapinhos (mas reteve a tanguinha) por uma causa, já tinha perdido a esperança de ver outro contrariar a tendência monopolística do mulherio da Femen.


A espera não foi em vão. Os jornais de hoje mostram fotos de Pyotr Pavlensky um russo que não só tirou os trapinhos como pregou os testículos (Como? Pergunto-me. Pormenor técnico não revelado) ao chão da Praça Vermelha em Moscovo, em protesto pela «indiferença» da sociedade russa (que se compreende dada a alcoolemia generalizada dos homens) face ao «Estado policial» que o czar Putin já tem nos acabamentos. A mesma heróica criatura há tempos coseu os lábios em apoio às Pussy Riot.

Repare-se a diferença. De um lado o mulherio tira os trapos por causas fúteis, como o Euro 2012, ou o Papa (não este, mas o anterior), ou o CEO da Ryannair, ou o Strauss-Kahn, etc., do outro lado, um homem cose os lábios por causa do mulherio das Pussy Riot e, como se fosse pouco, prega-se ao chão.

Há ainda um longo caminho a percorrer até chegarmos à igualdade e muito tempo será preciso esperar para ver as mulheres coserem os lábios por outras mulheres ou pregarem-se à calçada em protesto contra o Estado Policial.

1 comentário:

Anónimo disse...

Olhe, Impertinente, eu que sou licenciado em voo-doo, bruxarias e medicina allô-pática, também ainda não descortinei o modus faciendi do russo.
Quando li aquela do "coser os lábios" pensei que ele tinha-os cosido a alguma (ou todas) Pussy.
Abraço do eao