Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

19/03/2017

Títulos inspirados (68) - A cabeça do presidente é um livro aberto para o semanário de referência

Com uma cajadada acabo com uma Coelho e um Coelho (*)
Sob o título «Marcelo teme que Lisboa destrua direita para 2019», ilustrado por uma foto do presidente dos Afectos artilhado com um zingarelho (para ele perfeitamente supérfluo) de realidade virtual, o Expresso publicou ontem um longo artigo onde explica detalhadamente o que se passa «na cabeça do presidente da República (para quem) a legislatura sempre esteve dividida em duas metades. Uma até às autárquicas e outra das autárquicas até às legislativas». É um pensamento digno do seu antecessor em Belém almirante Américo Tomaz que um dia disse «é a primeira vez que cá estou desde a última vez que cá estive».

Abençoada Pátria que dispões de um presidente comme ci e de um semanário de referência comme ça.

(*) Inspirado numa boutade editorial do director do semanário de referência.

Sem comentários: