Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/03/2017

Exemplos do costume (50) - O culpado é o homem branco


Os angolanos não são responsáveis pela chuva, nem pelo estado deplorável das infraestruturas, nem, evidentemente, por sacudirem a água do capote ao culpar os portugueses. Eles aprenderam com os portugueses a responsabilizar os outros pelos seus problemas. A diferença é apenas um pouco mais de imaginação dos antigos colonizadores que, ao contrário dos colonizados que só apontam o dedo aos colonizadores, estes apontam o dedo, conforme as circunstâncias, à monarquia, à república, ao Salazar, ao fascismo, às agências de rating, ao capitalismo neoliberal, à economia de casino, aos americanos, aos alemães, a Merkel, a Schäuble, a Trump, a Jeroen Dijsselbloem, etc.

Sem comentários: