Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/03/2015

Ressabiados do regime (15) – Rui Rio, uma oportunidade de negócio excelentíssimo

«Rui Rio decide até ao outono se quer ser líder do PSD, Presidente da República ou coisa nenhuma» titulou a Visão, talvez para polir o ego da criatura sem perceber o ridículo do polimento.

Apesar de não ter má ideia da criatura – parece saber a tabuada, o que coloca desde logo num patamar superior ao de muitos políticos, e conseguiu colocar no seu lugar o Alberto João Jardim das Antas – parece-me haver um desvio tão pronunciado entre a ideia que o homem tem de si próprio e o seu presuntivo papel na vida política que me ocorre dizer que com ele se poderia fazer um negócio excelentíssimo: comprá-lo pelo que ele vale e vendê-lo pelo que ele julga que vale.

1 comentário:

Anónimo disse...

...a acreditar no que diz a Visão! Tendo em vista o historial dos 2 em questão sou levada a não dar qualquer valor a estes bitaites!