Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

17/03/2015

Encalhados numa ruga do contínuo espaço-tempo (33) – Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

«Os sonhadores (ou os oportunistas) que se julgavam sempre do lado da História e se imaginaram sempre como detentores de uma inquestionável superioridade moral, vêm-se agora em contrapé. E o drama (a desorientação?) atinge também a esquerda moderada.

É que se houve uma esquerda que ajudou a salvar o capitalismo dos seus excessos muito contribuindo para os nossos Estados Providência, aquilo de que hoje mais precisamos é de quem nos ajude a salvar esse mesmo Estado Providência dos excessos de uma esquerda que ainda não parece ter percebido que 2015 não é 1965 e ainda menos 1917.»

«Hollande, Dilma, Syriza, até o Podemos: o que sobra senão a desilusão?», José Manuel Fernandes no Observador

Sem comentários: