Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

29/03/2015

CAMINHO PARA A INSOLVÊNCIA: De como o melhor que pode acontecer ao paraíso prometido aos gregos pelo Syriza é ser um purgatório (XVI) – Prontos para a bancarrota em grego

Outros purgatórios a caminho dos infernos.

Euclid Tsakalotos, ministro-adjunto das relações económicas internacionais, garante que a Grécia «está pronta, caso as coisas não corram bem, para uma rutura».

É bom que estejam prontos porque já saíram dos bancos gregos 7,6 mil milhões em Fevereiro e 20 mil milhões desde o início do ano e as «instituições», anteriormente chamadas de troika, não parecem estar pelos ajustes de libertar o dinheiro contra um documento «demasiado vago, não credível e não escrutinável», «em formato digital através de dispositivos móveis e escritos somente em grego».

Sem comentários: