Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

17/07/2012

O barulho do bispo é menos significativo do que foi o seu silêncio (2)

Outros barulhos: (1)

Não me recordo de ouvir o bispo das Forças Armadas, Januário Torgal Ferreira, protestar pelos «jogos atrás da cortina, habilidades e corrupção», nem contra «tipos … equívocos, … [lutando] pelos seus interesses, … [com] o seu gangue, … [e] o seu clube, … [pressionando] a comunicação social».

Não me recordo desses protestos nem podia recordar-me. Segundo o major-general-bispo: «os anteriores [membros do governo], que foram tão atacados, eram uns anjos ao pé destes diabinhos negros que acabam de aparecer.»

Sem comentários: