Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

10/07/2012

Lost in translation (152) – O ministério da Educação existe para dar emprego aos professores, disse ele por outras palavras

Mário Nogueira, o sindicalista funcionário do PCP em serviço na FENPROF sem dar aulas há 20 anos, criticou asperamente o reagrupamento das escolas que o ministério está a levar a cabo em desrespeito da «vontade das escolas, manifestada pelo seu órgão máximo» (ele próprio), irá eliminar 25 mil horários e «provocar uma catástrofe verdadeira de emprego nos professores». A FENPROF convocou uma manifestação para quinta-feira para estar ao lado dos médicos.

Sem comentários: