Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/07/2012

NOVA ENTRADA PARA O GLOSSÁRIO DAS IMPERTINÊNCIAS: «Biblicamente estúpido»

Biblicamente estúpido

Diz-se de comentários a um «acto de inteligência e coragem» que quem os faz julga diabolicamente inteligentes mas, em boa verdade, são bisonhamente estúpidos, «envergonham um morto» e mostram «a má-fé e a obnubilação da esquerda», usando as palavras de Vasco Pulido Valente.

Por exemplo, comentários a «se algum dia tiver de perder umas eleições em Portugal para salvar o país, como se diz, que se lixem as eleições, o que interessa é Portugal», dito por Pedro Passos Coelho no jantar do grupo parlamentar do PSD, tais como:
  • Carlos Zorrinhoquem se está a lixar para as eleições está-se lixar para os eleitores»)
  • Arménio Carlosprimeiro-ministro está a lixar-se para os portugueses»);
  • Luís Fazendarevela mais profundamente uma subestimação, um desprezo grande, por aquilo que é a vontade popular»);
  • Daniel Oliveiradespreza a democracia. E quem despreza a democracia deve ser desprezado pela democracia»);
  • Mário Nogueiraque se lixe o país e que se lixem os portugueses no fundo foi isso que ele disse»)
  • Pedro Adão Silva no Acção Socialista… populismo de curto prazo … tom messiânico subjacente à declaração» - o homem estará a pensar no Tozé e na sua agenda de crescimento?)

Sem comentários: