Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/07/2012

Bons no género mau

O Conselho Superior da Magistratura avaliou no ano passado 389 juízes, dos quais 110 com «Muito Bom (nota máxima), 135 com «Muito Bom» e dos restantes 144 apenas 2 foram classificados com «Medíocre».

Poderia o Conselho Superior da Magistratura ter a bondade de explicar porquê um corpo de juízes composto essencialmente por criaturas de grande proficiência produz uma justiça tão ronceira e deixa os tribunais atafulhados de processos?

Sem comentários: