Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/10/2011

A dívida está pela hora da morte

Até no morrer os portugueses vivem acima das suas posses. Encomendam funerais e não têm dinheiro para os pagar. Segundo a Associação Nacional de Empresas Lutuosas, os portugueses vivos devem às agências funerárias 34 milhões de euros pelos enterros dos seus mortos. Morra agora e pague depois poderia ser o slogan.

Sem comentários: