Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

10/10/2010

DIÁLOGOS DE PLUTÃO: As pensões, os submarinos e as SCUTS

Conversa em 2017 entre um reformado e um funcionário do departamento de recursos humanos da PT:
- Ó doutor Araújo e Sá, explique-me cá porquê a minha pensão não é actualizada há 3 anos.
- Ó homem, sei lá. Responde displicentemente o doutor Ferraz Carqueja Quintela Melgaz de Carrilho Araújo e Sá, um jovem seleccionado e formado através do programa Trainees PT, 7 anos antes.
- Não sabe? Então quem é que sabe?
- Pois terá que ser a Previdência.
- Que seja a Previdência. Mas as regras não são as mesmas do fundo de pensões?
- Bom,… sabe como estas coisas tiveram de ser… os submarinos…
- Os submarinos? Quais submarinos?
- Os submarinos, as SCUTS…
[Diálogo antecipado a partir da entrevista do Expresso ao ministro das Finanças:
Expresso: Mas só o fundo de pensões da PT são 2,6 mil milhões de euros?
Ministro: Mas só os submarinos são mil milhões e depois temos as centenas de milhões da Estradas de Portugal …]

Sem comentários: