Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/02/2017

Manifestações de paranóia/esquizofrenia (20) - A trumpologia, o politicamente correcto e o multiplicador de Marvão Pereira

«Esquizofrénico é alguém que perde a capacidade de pensar de uma forma lógica e, consequentemente, de comunicar e de se relacionar, passando a viver num mundo paralelo e sem as normas pelas quais se regem as pessoas ditas normais» 
Trump revogou na 4.ª feira as guidelines de Barack Obama autorizando os alunos transexuais a utilizar WC e vestiários das escolas financiadas pelo governo «em função do género com que se identificam». (fonte)

Já ouço o bruaá da justa indignação politicamente correcta. Contudo, sem razão, desta vez. Segundo as minhas fontes, trata-se de uma medida transitória porque o programa keynesiano da administração Trump prevê o investimento de quase $100 mil milhões (uns 55% do PIB português) o qual, segundo o multiplicador do professor doutor Marvão Pereira, terá um efeito acumulado no PIB americano de $1,8 biliões, para construir em cada uma das cerca de 100 mil escolas as casas de banho, à razão de cerca de $10 mil cada, para cada um dos 9 géneros até hoje identificados, a saber: Lésbicas, Gay, Bissexual, Trans, Queer, Intersex, Assexuado, Demissexual e "+".

1 comentário:

Dr Sigmund V disse...

A notícia está incorrecta: não se trata de transexuais, mas sim de "transgénero", ou seja, aqueles que se identificam com o sexo oposto ao seu (rapazes que dizem ser raparigas e vice-versa).