Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

03/02/2017

DIÁRIO DE BORDO: Senhor, concedei-nos a graça de não termos outros cinco anos de TV Marcelo (28)

Outras preces.

Não sendo fixe, Marcelo tenta ser Fitch 

«Marcelo antecipa-se à Fitch. “Rating” ficou na mesma»

É difícil maior falta de sensatez e de espírito institucional. Se o rating do presidente dos Afectos não descer este ano abaixo dos 33,3% (está provado que 1/3 dos portugueses são irremediavelmente tontos), então o rating do país ficará em lixo não reciclável.

2 comentários:

Luis Franco disse...

Tanta festa porque o rating não desceu! Santa paciência!

Voris disse...

A vitória é continuarmos no lixo.