Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

16/07/2016

DIÁRIO DE BORDO: Senhor, concedei-nos a graça de não termos outros cinco anos de TV Marcelo (12)

Outras preces.

Quando toda a gente que quer e pode perceber já percebeu a derrapagem em curso da execução orçamental e quando a parte mais atenta dessa gente já percebeu que a derrapagem só ainda não é pública e notória porque o governo da geringonça está a usar os truques habituais para enfiar debaixo do tapete ou empurrar com a barriga para a frente a evidência contabilística dessa derrapagem, vem o presidente dos afectos com a sua treta de ilusionista dizer-nos que os dados de Junho «poderão talvez acalmar um pouco o Conselho de Finanças» e a garantir que «não há derrapagem orçamental».

Marcelo Rebelo de Sousa está a jogar um jogo perigoso e talvez ainda não tenha percebido a diferença entre um comentador e um presidente da República e mantenha, por isso, a ilusão de que nada disto tem consequências. Tem, e só não tem mais e mais depressa porque temos uma opinião pública ignorante e mal informada pela opinião publicada.

A propósito, aproveito para registar um acontecimento raro. Pela primeira vez, que me lembre, consigo estar de acordo com o que escreveu Daniel de Oliveira sobre «Marcelo e o efeito boomerang do populismo».

2 comentários:

Antonio Cristovao disse...

Adensa-se o mistério (para mim) dos crentes. Mesmo usando exclusivamente factos, os meus amigos "crentes" terminam a conversa, recusando-se a ouvir os factos, quanto mais a pensar neles.

Jorge disse...

Precisam-se de assinaturas, com urgência:

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=gestacaosubstituicao