Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/12/2015

Lost in translation (258) - Terão feito o exame do 4.º ano?


Nos últimos dias alguns pensamentos produzidos por luminárias socialistas vieram confirmar os piores receios quanto às consequências de eliminar os exames do 4.º ano. Alguns exemplos:
  • A secretária de Estado da Igualdade ou da Fraternidade, soube-se agora, escreveu no seu Facebook numa curta frase três asneiras: «Como sabem eu não tenho por hábito fazer sensura, mas não tulero insultos»;
  • A anterior ministra da Cultura socialista escreveu também no seu Facebook: «direita prefere-se que não se emitam opiniões».
Argolada mais difícil de classificar, muito partilhada pela Mouse Square School of Economics foi expressa no twitter de João Maynard Galamba: «PaF acha q aumento d rendimento é resultado d crescimento; nós achamos que é o oposto: condição necessária para tal ocorrer». Argolada que traduzido em português significa que primeiro temos de aumentar o rendimento e só depois podemos crescer, o que coloca um problema e uma solução e a solução levanta um outro problema. O problema é como se aumenta o rendimento sem crescer? A solução é com inflação. E se não tivermos inflação? Tanto faz, porque com inflação o rendimento fica na mesma a preços constantes.

Estas asneiras não justificariam o chefe socialista emitir um diktat criando uma comissão de correcção prévia para os escritos no Facebook dos membros passados, presentes ou futuros de governos socialistas? Talvez não. O próprio chefe socialista também está sujeito a argoladas, por exemplo:
  • No Fórum da TSF, onde em tempos admitiu acabar com o exame do 4.º ano, Costa confundiu o feriado do 1 de Dezembro (de 1640) com a comemoração da fundação de Portugal simbolicamente datada de 5 de Outubro (de 1143);
  • Em Bruxelas, a semana passada, pôs a NATO a ser fundada em 1959 (com 10 anos de atraso) e fez a Turquia seu membro fundador (aderiu em 1953) e, pior de tudo, também pôs Portugal a aderir em 1959 (foi membro fundador em 1949).
São argoladas muito graves? Depende. Se umas e outras fossem da autoria daquela gentinha de «direita», seriam gravíssimas e confirmariam a sua incultura.

4 comentários:

Unknown disse...

Repetindo-me : gente reles.

Anónimo disse...

como diz o blogger do http://jornalismoassim.blogspot.pt/:

"Daria um excelente escândalo se fosse para malhar na direita."

Lufra disse...

A esquerdalha tem como objectivo o culto da ignorância da irresponsabilidade e do facilitismo, que está bem patente nas obtusas intervensões dos seus ilustres representantes.

Anónimo disse...

Esta esquerdalhada faz-me lembrar um dito da minha adolescência:

Só é bom português quem for do benfica e dar porrada na mulher.