Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

27/12/2015

O (IM)PERTINÊNCIAS FEITO PELOS SEUS DETRACTORES: «São quase todos ou fixados administrativamente ou de alguma forma controlados pelo Estado»


«A inflação em Portugal foi de aproximadamente 7% desde o início de 2011. Mas os preços dos serviços básicos, que são quase todos ou fixados administrativamente ou de alguma forma controlados pelo Estado, aumentaram 25% no mesmo período!
  • o saneamento básico, 53% 
  • a recolha do lixo, 30% 
  • a electricidade, 35% 
  • o gás, 13% 
  • viajar de comboio, 27% 
  • viajar de autocarro 17% 
  • serviços hospitalares, 16% 
  • a água, 7% 
  • etc… 
Está no Diário de Noticias de hoje»

(Enviado por JARF)

«Os preços (...) são quase todos ou fixados administrativamente ou de alguma forma controlados pelo Estado.» Mais explicações para quê?

Sem comentários: