Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

04/12/2015

Pro memoria (277) - E se de repente o em breve ex-presidente Cavaco Silva...

.. vier a chocar o seu Mercedes S320, que os contribuintes lhe oferecerão, com outro veículo, recusar preencher a declaração amigável e recusar esperar pela polícia mandando o motorista seguir viagem e deixando o lesado a apanhar bonés?

Uma onda de indignação varrerá os mídia e as redes sociais, o caso será tratado no parlamento pelos deputados da geringonça, o Pacheco falará da coisa na sua Circularidade do Quadrado, o da Nóvoa, a Matias e o ex-padre Edgar acusarão «o» Cavaco, e Marcelo garantirá que quando for ex-presidente não atropelará ninguém.

É claro que, tratando-se de Mário Soares, a quem perdoamos tudo, a coisa fia mais fino.

1 comentário:

Luis Franco disse...

Essa múmia continua a fazer pouco dos comuns mortais, como sempre fez, mas com é Chulocialista tudo lhe é perdoado!