Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/12/2015

ESTADO DE SÍTIO: Habituem-se

Quem pensar que a geringonça constituída pelo PS com procuração do PCP e do BE para governar está destinada a ruir em pouco tempo, pode estar muito enganado. Como costuma dizer a esquerdalhada, é mais forte o que os une do que o que separa - durante algum tempo.

O que os une é a necessidade imperiosa de apresentar provas de vida. Costa para evitar a sua morte política depois da derrota eleitoral que era para ser uma estrondosa vitória. O PCP para manter os seus bastiões nas empresas públicas de transporte que lhe permitem transformar uma qualquer greve de vão-de-escada numa greve quase geral. O Bloco de Esquerda porque, estando praticamente esgotada a agenda fracturante (falta ainda o casamento com animais), saiu-lhes a sorte grande de ter um PS à sua mercê para governar e têm a esperança de o sangrarem em seu benefício.

O que os separa é imenso mas, nesta fase em que ainda há a magra herança dos 4 anos de «austeridade», vai ser possível durante algum tempo distribuir umas migalhas do orçamento para aplacar as fomes mais urgentes, enquanto Bruxelas andar entretida com os refugiados.

Depois, claro, há as câmaras de eco espalhadas pelos mídia, suportadas por centenas de jornalistas de causas que tratam de compor a imagem da geringonça. Resultado segundo a última sondagem Correio da Manhã/Aximage: as intenções de votos em relação a Novembro desceram para a coligação e subiram para o PS e o BE. Segundo a mesma sondagem, as expectativas de vida da geringonça mostram que muita gente também já percebeu que o funeral não está para breve:

Fonte:Negócios
Haverá também, provavelmente, um amigo em Belém, seja ele uma criatura da geringonça sem pruridos de independência, seja ele um picareta falante e catavento volúvel fingindo independência, que ajudará a geringonça a sobreviver até a sua secção socialista estar em condições de vitimizar-se pelas traições das outras secções e pela oposição da … oposição. Aí dissolve-se a assembleia, voltamos à estaca zero e Costa pode ganhar por um pouco mais do que poucochinho ou não, dependendo também da coligação ainda estar ou já não estar na fase ressabiada.

2 comentários:

Unknown disse...

Um povo menor,cuja impreparação e ignorância tornam fàcilmente "amestrável".
Caldo de cultura ideal para qualquer charlatâozeco de meia-tijela,como se tem vindo a comprovar.

Anónimo disse...

Faço votos de que o vosso Tema "Estado de Sítio: habituem-se" não dure mais de meio ano.
Abraço