Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/12/2015

A mentira como política oficial (12) - A central já começou a trabalhar

Primeiro, a central de manipulação passa para os jornalistas amigos a «informação» que Costa foi impedido de falar (os deuses os escutem!) na sessão de abertura da conferência sobre clima (COP21) porque o governo de Passos Coelho não tinha efectuado a inscrição.

Depois, ex-ministro do Ambiente Moreira da Silva explicou que tudo tinha ficado preparado para o primeiro-ministro em exercício botasse faladura.

No final, Costa em vez de desmentir a versão da central ou a versão de Moreira da Silva preferiu dizer que «foi um incidente burocrático», ou seja estavam tão ocupados em segurar as pontas dos 4 papéis que assinaram e em garantir a nomeação que se esqueceram da conferência.

1 comentário:

Anónimo disse...

Provérbio Yiddish: Uma meia verdade é uma mentira completa.
Provérbio Bósnio: Quem mentir por ti, mentirá contra ti.

A mentira pode resolver o presente, mas não tem futuro.
Cuidado com a meia verdade. Podes estar a viver na metade errada.

No man has a good enough memory to make a successful liar. (Lincoln)