Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/09/2015

Pro memoria (254) – Costa, o devedor de promessas

[Quando tiver tempo e paciência farei uma repescagem de algumas promessas das muitas dezenas que Costa semeou desde que se propôs ser o Futuro Primeiro-Ministro de Portugal.]

«António Costa defende que o subsídio de Natal deve ser pago em Novembro e não em duodécimos. "É assim que deve voltar a ser na Administração Pública e no sector privado”.» (Fonte)

«O PS admite estudar a possibilidade de as portagens pagas na rede viária servirem para financiar a Segurança Social. O líder do PS acrescentou que "quem fala em vias rodoviárias também pode falar em taxas que recaem sobre a energia".» (Fonte)

Se a cornucópia de promessas for um indicador do pensamento político de Costa, a coisa pode ser pior do que se pensava.

Sem comentários: