Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

11/11/2014

Títulos inspirados (35) - O inimigo do meu inimigo é meu amigo?

«Ulrich ao lado do PCP na nacionalização do BES» titulou um dia destes o DN, citando Fernando Ulrich, o CEO do BPI, que, compreensivelmente, teria preferido que fossem os contribuintes a pagar o eventual prejuízo correspondente à diferença entre o resgate do Novo Banco e o valor da sua venda do que serem os próprios concorrentes do Novo Banco a suportarem esse prejuízo.

O PCP concorda com a mesma convicção com que defende a nacionalização do BPI do BPI, logo que possível. Coisa que Fernando Ulrich não deve apreciar, pelo que termina aqui a comunhão de ideias.

Sem comentários: