Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

19/11/2014

QUEM SÓ TEM UM MARTELO VÊ TODOS OS PROBLEMAS COMO PREGOS: O alívio quantitativo aliviará? (4) – Aliviar, alivia, de momento alivia o crescimento no Japão

[Outras marteladas (1), (2) e (3)]

Faz algum tempo, o Japão adoptou as políticas de quantitative easing para combater a deflação e acelerar o crescimento. Resultado: o PIB contraiu no 3.º trimestre pela segunda vez consecutiva, desta vez 0,4% no trimestre ou 1,6% anualizado depois de ter caído 7,3% anualizado no 2.º trimestre. A explicação dos crentes aos incréus nas faculdades miraculosas da medicina é a recessão ter sido causada pelo aumento do imposto sobre o consumo de 5% para 8%, aumento que, segundo a previsão dos crentes, não impediria que a economia crescesse 2%.

Fonte: The Economist Espresso via e-mail

Sem comentários: