Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/11/2014

TIROU-ME AS PALAVRAS DA BOCA: Coisas que outros escreveram sobre Costa, as quais, por isso, já não precisam de ser escritas (8)

Outras coisas: «Para mim Costa não é um mistério», (2), (3), (4), (5), (6) e (7).

«Mas sabe o que é pior nesta história, caro António Costa? O Dr. Campos nunca foi investigado e, depois das eleições de 2011, tem passado os dias no parlamento a defender a sua honra. Parece piadinha, não é? António José Seguro tentou fazer a coisa certa, tentou destruir Paulo Campos, mas nunca teve força para tal, porque o grupo parlamentar era socrático e protegeu até ao fim esta personagem. Agora V. Exa. tem a oportunidade histórica de fazer a coisa certa. Se na segunda-feira Paulo Campos e afins continuarem em lugar de destaque no PS, se na segunda-feira os socráticos não estiverem na mais luminosa das humilhações, isso significará que V. Exa. é uma fraude. »

«Dr. António Costa, onde está Paulo Campos», Henrique Raposo no seu blogue no Expresso, cuja leitura se recomenda para se perceber porque acha Raposo que Campos não é recomendável

Sem comentários: