Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

05/01/2012

SERVIÇO PÚBLICO: Comércio internacional - sinais positivos

Não é extraordinário, é cedo para se atribuir às medidas deste governo e é prematuro deitar foguetes – provavelmente deve-se ao apertar espontâneo do cinto com reflexo nas importações, resultado duma consciência mais aguda da gravidade da situação, depois da intervenção da troika e da emigração para Paris do grande mistificador. Seja por que for, o trimestre terminado em Outubro viu a posição do comércio internacional melhorar claramente face ao período homólogo de 2010, com o aumento da exportação e a redução das importações e a consequente melhoria da taxa de cobertura em 10 pontos. De salientar o aumento do superavit sem combustíveis que 57 para 562 milhões.

FONTE: Estatísticas do Comércio Internacional - Outubro de 2011, INE

Sem comentários: