Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

15/01/2012

Pro memoria (48) – a vida dele dava um filme

Ainda hoje, decorridos 5 anos do primeiro conhecimento público das trafulhices da licenciatura ao domingo de José Sócrates, cada vez que alguém mexe na cloaca fétida da investigação do caso da Universidade Independente exalam-se odores que só não parecem incomodar a PGR.

Além das muitas outras trapalhadas já conhecidas, segundo o Público os documentos que instruem o processo são fotocópias e diferem dos originais que estavam na posse do vice-reitor. Vice-reitor que é agora ameaçado com a acusação de «crime de subtracção de documento autêntico» pela mesma procuradora Cândida Almeida que mandou arquivar o inquérito do crime de «adição» de documentos falsos com um despacho de 31 páginas.

Sem comentários: