Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

01/01/2012

Lost in translation (130) – as elites portuguesas são medíocres, queria ele dizer

«Precisamos do projecto do euro, não por razões meramente económicas mas por razões políticas. Caso contrário, estaremos condenados à periferia, à mediocridade e à irrelevância», disse Oliveira Martins, presidente do Tribunal de Contas.

E porque estaremos condenados à mediocridade? Porque as nossas elites são medíocres e fazem-nos medíocres, porque, escreveu o Grande Zarolho, bom conhecedor das nossas elites, um fraco rei faz fraca a forte gente (e ainda mais fraca se a gente não é forte).

Sem comentários: