Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

09/01/2012

Pro memoria (47) – os governos do PS substituíram o double A pelo triple P

Nos 9 primeiros meses de 2011 os encargos com as parcerias público-privadas (PPP) rodoviárias aumentaram para 1,1 mil milhões de euros comparando com 0,7 milhões no período homólogo de 2010. Metade dos 1,1 mil milhões para pagar aos concessionários «reequilíbrios financeiros».

Aos governos PSD, incluindo Cavaco Silva, também cabe uma parcela (8,5%), porém o grosso (91,5%) foi torrado pelos governos PS (estimativas de Pinho Cardão no 4R).

Sem comentários: