Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/12/2011

Um partido bafiento

Contrariamente à aparência superficial, talvez os acontecimentos menos surpreendentes e mais previsíveis deste ano agora à beira de terminar tenham sido a rejeição pelo PCP do voto de pesar da AR pela morte de Vaclav Havel e as condolências pela morte do querido líder Kim Jong-il.

Mais surpreendente – ou talvez não - é a audiência cativa de 8% a 10% dum partido deste jaez no século 21 e num país com uma democracia, ainda que «defeituosa».

Sem comentários: