Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

18/12/2011

DIÁLOGOS DE PLUTÃO: A constituição como manual

- Estou completamente em desacordo com incluir limites ao défice e à dívida na constituição.
- Hum...
- O quê? Tu concordas?
- Não tenho opinião.
- Não tens opinião? Então pensas que um limite para o défice na constituição não amarra o governo e o impede de adoptar políticas para combater a recessão?
- Não necessariamente. A constituição também diz que o povo português quer abrir o caminho para uma sociedade socialista e até o doutor Soares meteu na gaveta o socialismo…, diz que a soberania, una e indivisível, reside no povo … e agora reside em Bruxelas, diz que o serviço nacional de saúde é tendencialmente gratuito…, diz que temos direito a uma habitação de dimensão adequada... e diz muitas outras coisas.
- Mas se ninguém sabe o que seja o défice estrutural…
- Também ninguém sabe o que seja o socialismo… e muitas outras coisas.

Sem comentários: