Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

13/04/2017

Pro memoria (343) - «O momento Torrremolinos de António Costa»


«O momento Torrremolinos de António Costa», Henrique Monteiro no Expresso Diário

Este homem talvez mereça ser secretário-geral de uma agremiação como PS, mas não merece ser primeiro-ministro, nem mesmo de Portugal.

3 comentários:

Unknown disse...

Um canalha abjecto.

PSC disse...

Nem mais! É monhé e está tudo dito!
Como se dizia em Moçambique: " Se vires uma víbora e um monhé chegarem perto de ti qual dos dois matas em primeiro lugar?"

Anónimo disse...

Pois. Fez-me lembrar aquela história do ministro que foi convidado a demitir-se por causa de uma anedota sobre doentes e alumínio. Mas parece que se esqueceram. Em Portugal quando convém a memória é fraca!