Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

26/04/2017

Nem todos os obamas de Obama fazem felizes os obamófilos: episódio (86) – Um homem de palavra

Nos três primeiros meses depois de se ter mudado da Casa Branca, Barack Obama já fez grandes progressos no reforço do seu fundo de pensões privado. Primeiro, vendeu os direitos do livro que vai escrever por 60 milhões de dólares. Agora, inicia o seu ciclo de facturação do verbo aceitando discursar numa conferência de «fat cats bankers» de Wall Street sobre saúde, promovida pelo banco de investimento Cantor Fitzgerald LP pela módica quantia de 400 mil dólares, dobrando a tarifa de Hillary Clinton. A aceitação ainda não está confirmada - está à espera de ver se as reacções não prejudicam a sua imagem...

Barack Obama disse em tempos no programa «60 minutes» da CBS que não se estava a candidatar para ajudar «fat cats bankers». Manteve a sua palavra. São os «fat cats bankers» que o estão a ajudar.

Sem comentários: