Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

17/04/2017

DIÁRIO DE BORDO: Senhor, concedei-nos a graça de não termos outros cinco anos de TV Marcelo (35) - O bombeiro

Enviado pelo Agent Provocateur
No passado, leríamos na notícia «os bombeiros estão no local». Nos tempos dos Afectos e da geringonça temos o presidente da República e o SEF.

Não ignoro que o presidente Marcelo é muito popular, o que significa que o povo aprecia muito ser infantilizado. O que me leva a concluir que podemos usar os indices de popularidade de Marcelo para medir o grau de infantilismo popular.

3 comentários:

Anónimo disse...

A Presidência vai criar uma linha para que possam contactar em simultâneo com o INEM. O Objectivo é Presidente Marcelo conseguir chegar primeiro que os bombeiros para coordenar as coisas à sua chegada.

Brevemente o Presidente Marcelo vai condecorar a senhora que, segundo os relatos na TV, conseguiu pegar no neto ao colo e fugir de forma a evitar levarem com os destroços da avioneta.

O Primeiro Ministro vai criar legislação que impeça as aeronaves de caírem em zonas habitacionais. Algo que os neoliberais nunca tiveram coragem de o fazer.

Se isto parece ficção, aguardemos pela realidade.

ASantos

Anónimo disse...

E o SEF? Malta indispensável em catástrofes!

Vladomiro disse...

O SEF foi lá porque pensaram que era ataque terrorista praticado por "refugiados coitadinhos"...