Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/09/2016

Títulos inspirados (60) – Da fúria dos manifestantes até à maratona de Guterres que afinal pode ser uma corrida de 3 mil metros obstáculos

«Secretária de Estado da Educação evita fúria de manifestantes»

Como escreveu aqui um blasfemo, «isto não vai abrir nenhum telejornal». Abriria se fosse antes de 26/11/2015. Por isso, o melhor é ver o vídeo publicado pelo JN, estranhamente ou talvez não (afinal o jornal é um esteio do animal feroz).

Ainda do JN, mais três títulos inspirados:

«Noiva cai no casamento e fica paraplégica» 

Na Bolívia.

«Português subiu de empregado de limpeza a dono de multinacional»

Claro que não foi no Portugal do inbreeding.


Solidário? Porquê solidário? Brr...

E agora títulos afectuosos:


Não será. 2011 foi uma tragédia e 2017 será uma comédia.


Talvez S. Exa. esteja a confundir a maratona com uma prova de 3.000 m obstáculos.

1 comentário:

Anónimo disse...

No atletismo também se usam "lebres".