Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/09/2016

A maldição da tabuada (33) - Não saber a tabuada nunca foi uma desculpa para errar as contas (II)

Episódio anterior (I)

Outra oportunidade ao longo da nossa história para superar a maldição da tabuada foi o «Sector» abaixo reproduzido.



O «Sector» supõe-se ter sido inventado por Galileo Galilei nos finais do século XVI e permitia realizar um certo número de operações matemáticas para fins militares. Quem diz militares diz para afinar o tiro e quem diz afinar o tiro diz afinar os défices orçamentais para evitar dar tiros nos pés. Este zingarelho teria feito as delícias do Dr. Teixeira dos Santos para calcular o défice de 2009 que começou por ser 2,2% e acabou em 10%.

1 comentário:

Lura do Grilo disse...

O Prof. "mais odiado do país" fez as contas e diz que o défice deve estar em mais de 5%.