Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/09/2013

DIÁRIO DE BORDO: já dei que chegue para o peditório dos incêndios (mas não tenho juízo)

Sequela deste donativo.

Acabo de receber um telefonema proveniente do planeta Melmac do meu amigo Gordon Shumway, aka Alf – ver aqui as circunstâncias em que tive o privilégio de conhecer este figurão há 11 anos. «Portugal ainda está a arder?» perguntou, ofegante e preocupado. Que tinha estado a ver na Holomac (a televisão por holograma de Melmac que tem um acordo com a RTP Internacional) entrevistas a uns tais Insurance, Unafraid e Geronimo (um chefe índio?, perguntou) e ficou com a ideia de que o país estaria em cinzas. Levei um tempo até me lembrar que ele só consegue fixar nomes em melmaquês e inglês e a perceber que se referia aos líderes da oposição local. Disse-lhe não ter dado por isso, contudo, em todo o caso, também preocupado, iria investigar.

Vou daqui a pouco ligar ao Alf e dar-lhe conta do que concluí.

A área ardida este ano é a 2.ª mais baixa dos últimos 11 anos e é menos de ¼ da média; de onde não se percebe o fundamento do alarido, a não ser que os incêndios se devam a pirómanos a soldo do governo para se vingar do TC e aproveitando a maioria dos juízes estar de férias nesta altura em que o TC não tem nada para fazer.

Fonte: Jornal SOL de 30-08

A área ardida de matos tem vindo a representar uma fracção crescente e em média no período 2002-11 foi 46%; de onde nos devemos interrogar se terá sentido continuar a usar os mesmos meios e colocar em risco a vida dos bombeiros para evitar queimadas inevitáveis.
Relatório provisório de incêndios florestais 2012, DUDEF

3 comentários:

JPRibeiro disse...

Não vendo televisão há mais de 20 anos, não deixo de olhar as tvs ligadas na casa dos outros e o seu post parece-me completamente lunático. Sempre que olho está alguma coisa a arder. Pensava eu que o país estava a arder. Se esta estatística é mesmo verdadeira que poderes secretos não terá a tv para que o governo não feche essa merda amanhã? A situação é portanto muito mais grave do que eu pensava...

JPRibeiro disse...

Não vendo televisão há mais de 20 anos, não deixo de olhar as tvs ligadas na casa dos outros e o seu post parece-me completamente lunático. Sempre que olho está alguma coisa a arder. Pensava eu que o país estava a arder. Se esta estatística é mesmo verdadeira que poderes secretos não terá a tv para que o governo não feche essa merda amanhã? A situação é portanto muito mais grave do que eu pensava...

Anónimo disse...

O Senhor Ribeiro nem que visse 24 horas por dia as TVs percebia que as "cenas" são repetidas (n+1) vezes e. até acontece repetirem imagens de outros anos.
Cumprimentos