Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

06/09/2013

De boas intenções está o inferno cheio (15) – Quando César antecipa os desígnios de Deus (ACTUALIZADO)

«O papa Francisco escreveu uma carta ao Presidente russo a pedir que ajude a encontrar uma solução pacífica para Damasco, sendo a ação militar uma hipótese "vã" e "fútil"». (Expresso)

O apelo do Santo Padre é um bocadinho tardio ou mesmo inútil. Afinal Putin antecipou-se e tem vindo de há muito a ajudar «a encontrar uma solução pacífica para Damasco» vetando no Conselho de Segurança da ONU qualquer «ingerência» na Síria e fornecendo mísseis Scud e diverso outro armamento com o mesmo propósito.

Actualização
Agora é oficial: o apelo do Santo Padre não caiu em saco roto. O czar Putin em conferência de imprensa à margem da cimeira G-20 informou ter conversado com Barack Obama a respeito da Síria, concordando em discordar, e pela parte dele se os EU atacassem a Rússia continuaria a «ajudar» a Síria vendendo-lhe armas.
Entretanto, o Partido Comunista russo vai lançar uma campanha para retirar o prémio Nobel da Paz a Barack Obama que, recorde-se, lhe foi atribuído 9 meses depois de ter sido eleito sem ter tido a oportunidade de iniciar uma guerra. Quem sabe se o PC russo quer retirar o Nobel da Paz para o atribuir ao Pai de Todas as Rússias, a título póstumo.

Sem comentários: