Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

21/01/2013

Títulos inspirados (13) - A arte de bem manipular todo o título

Quando li o título «Hollande diz que Portugal não é exemplo a seguir» da peça de Daniel Ribeiro, o correspondente em Paris do Expresso, sobre a conferência de imprensa conjunta de François Hollande e Passos Coelho confesso que não fui mais longe e pensei, voilà François a fazer o frete ao camarada Seguro.

Acontece que, como sublinha o blogue «Com jornalismo assim, quem precisa de censura?...», contrariamente ao que esse título sugere, Hollande faz uma apreciação positiva dos resultados das políticas de consolidação orçamental do governo português e faz uma crítica implícita aos governos anteriores que não conseguiram «evitar chegar a essas soluções» em contraponto com a França, porque segundo ele, «reduzimos o nosso défice, controlámos a nossa dívida e fizemos o esforço da competitividade... é melhor tomar as medidas antes porque, quando se espera demasiado, elas podem ser extremamente dolorosas». Por isso o título mais adequado até seria, como também sugere o referido blogue, «Hollande critica Sócrates e elogia Passos Coelho».

E assim se vê a contumácia do jornalismo de causas, fazendo de água dura na pedra mole das meninges dos leitores.

Sem comentários: