Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

02/01/2013

DEIXAR DE DAR GRAXA PARA MUDAR DE VIDA: A culpa está outra vez a ser d’ELES

Quem são eles? Segundo o Glossário das Impertinências, são os culpados da nossa miséria (dos fascistas aos liberais, passando pelos comunistas e, sempre, os espanhóis, e, desde que transferimos a soberania para Berlim, os alemães, e, em alternância, o governo e a oposição).

Segundo o embaixador José Cutileiro, os culpados têm vindo a suceder-se:

«1960. A culpa dos nossos males era do Dr. Salazar...

1986. A esquerda do PREC tinha tirado metade da culpa dos nossos males ao Dr Salazar…

2004. A culpa já era nossa mas ainda não tínhamos dado por isso...

2012. A culpa está outra vez a deixar de ser nossa – dizem-me que muito boa gente acha que é da Alemanha...

Oito séculos de História sem nunca ter perdido o fio à meada criaram o calo e a manha precisos para apoiarem força e razão na defesa do país e do povo. Continuam a dar para as encomendas, das quais a última antes da crise financeira foi a integração no tecido social português de centenas de milhares de retornados das antigas colónias, com tão pouco sobressalto que já nem se fala nisso. Darão também para os rigores a mais e visão a menos que o século XXI nos trouxe.»

«Favas com chouriço mouro», José Cutileiro no Negócios

Sem comentários: