Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

29/01/2004

SERVIÇO PÚBLICO: (1) «Não lhe peçam para organizar um boteco» e (2) «Oil runs thicker than blood».

SERVIÇO (1)
O sempre atento repositório liberal de O Intermitente transcreve aqui um notável e bem humorado escrito, sobre o Fórum Social Mundial, de Percival Puggina que vai sofrer, pela segunda vez em Porto Alegre no próximo ano, a pesporrência da «elite da esquerda mundial» sorvendo «uísque e gelo ... nos hotéis cinco estrelas onde se instala», enquanto planeia a construção de um mundo novo alternativo que, em boa verdade, é o mundo velho que já existiu até à derrocada do muro de Berlim.

SERVIÇO (2)
O imprescindível Merde in France remete-nos para a denúncia, com base em documentos iraquianos, pelo Washington Times do petróleo que Saddam utilizou para comprar cumplicidades no governo francês.
Se (um pequenino se, dados os antecedentes criminais do Sr. Chirac na câmara de Paris e no governo) for verdade é, de facto, caso para dizer que o petróleo é melhor lubrificante do que o sangue.

Sem comentários: