Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

28/01/2004

AVALIAÇÃO CONTÍNUA: Tony’s guts.

Secção Res ipsa loquitor
311 contra e 316 favor foi o resultado apertado da votação de ontem no parlamento inglês para aprovar a flexibilização das propinas das universidades inglesas. Uma vitória para Tony Blair que arriscou a sua cabeça por uma reforma do financiamento das universidades que vai no caminho certo.
Para mais pormenores é melhor comprar o Economist da semana passada, que trata do tema com a atenção que ele merece. Em alternativa pode ler excertos em O Intermitente.
Três afonsos para o Tony que mostra guts à altura da saudosa Margareth, que se desfez dos escombros do estatismo trabalhista e pavimentou a estrada para duas décadas de prosperidade.

Sem comentários: