Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

20/03/2016

ESTADO DE SÍTIO: Costa, o Zé Du do Puto

1.ª página do Expresso de 18-03
Quem tenha ouvido falar de Christine Deviers-Joncour e não tenha perdido a memória dos assaltos da clique sócio-socrática ao BCP perceberá que um título alternativo para este post seria: «BCP, la putain de la République».

Para recordar o caso BCP releiam-se as seguintes séries de posts: «A parte submersa do iceberg Millenium bcp»; «Cronologia de um golpe»; «La strategia del ragno»; «Móbil do assalto ao BCP»; «Sequelas do assalto ao Millenium bcp».

Quem não tenha perdido a memória reconhecerá nos últimos meses o padrão habitual das Orchestral Manoeuvres in the Dark a desenrolarem-se no Expresso agora mais visíveis nas primeiras páginas e no chuto para cima do mano Ricardo (que aliás estava a mostrar-se mais independente do que o costume).

Sem comentários: