Our Self: Um blogue desalinhado, desconforme, herético e heterodoxo. Em suma, fora do baralho e (im)pertinente.
Lema: A verdade é como o azeite, precisa de um pouco de vinagre.
Pensamento em curso: «Em Portugal, a liberdade é muito difícil, sobretudo porque não temos liberais. Temos libertinos, demagogos ou ultramontanos de todas as cores, mas pessoas que compreendam a dimensão profunda da liberdade já reparei que há muito poucas.» (António Alçada Baptista, em carta a Marcelo Caetano)

24/03/2016

DEIXAR DE DAR GRAXA PARA MUDAR DE VIDA: Não é um pouco esquizofrénico? (5)

Outros exemplos de esquizofrenia patriótica.

Esta série de posts tem sido dedicada à fixação esquizofrénica endémica no jornalismo português de encontrar portugueses em todos os pontos do Mundo. Nos casos mais sofisticados procuram-se portugueses que o jornalista considera bem-sucedidos. Nos casos menos sofisticados, qualquer português serve – para citar um exemplo do humorista de causas Ricardo Araújo Pereira num dos seus sketches, o bem-sucedido pode ser um cozinheiro que trabalha para um secretário de um realizador famoso (cito de memória e pode não ser bem assim).

Desta vez foi a extraordinária descoberta de que o terrorista Salah Abdeslam frequentava o café português no bairro Forest em Bruxelas onde jogava bingo – uma prática talvez não conforme com a sharia. O Expresso publica uma foto onde se vê distintamente um reclame da Super Bock. Com tanto café em Bruxelas logo haveria de ser um café português…

Não sei se ainda mais extraordinário é o facto de os portugueses que são cerca de 2% da população da UE representaram cerca de 10% dos feridos nos atentados de Bruxelas. É caso para concluir que os portugueses têm o dom da ubiquidade, coisa de que suspeito há muito - ao conduzir numa estrada coalhada de portugueses, chego a uma praia coalhada de portugueses e almoço a seguir num restaurante igualmente coalhado de portugueses e indo ao cinema para fugir da multidão encontro-o também coalhado de portugueses.

1 comentário:

Nelson Goncalves disse...

Estimado,

Aqui na Belgica, para a semana que vem sao as ferias escolares da Pascoa, duas semanas seguidas. A minha esposa vai com a cria a Portugal este sabado. Presumo que outros compatriotas tenham feito o mesmo.